De veneno a remédio: “arsênico” pode ajudar a tratar câncer pediátrico 150 anos de Nature. Orgulho para a ciência brasileira!

 

É com muito orgulho e honra que pude participar no mais recente resultado obtido por uma colaboração acadêmica no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, tema de artigo que será publicado no prestigioso periódico Nature Research.

 

Uma revista com mais de 150 anos de história, publicada pela primeira vez no dia 04 de novembro de 1869 na Inglaterra. Uma tradição mundial explorando o passado, o presente e o futuro da ciência. Uma revista científica entre as 10 melhores do mundo, com um fator de impacto superior a 45!

 

Pesquisa coordenada e liderada pelo excelente grupo de Neuroncologia Pediátrica do HCRP, com a participação de outros grupos brasileiros, indicou um potencial efeito do trióxido de arsênico como adjuvante no tratamento de pacientes com tumores malignos da fossa posterior (meduloblastoma). A descoberta abre caminho para ajudar nas tomadas de decisão clínicas sobre tratamentos mais apropriados.

 

O potencial efeito do arsênico, um dos venenos mais famosos do mundo e apontado como substância cancerígena – foi utilizado pela primeira vez, para o tratamento de leucemia por cientistas ligados à Universidade Harvard (EUA) e publicada na Nature Communications.

Orgulho para a ciência brasileira num momento tão complicado que estamos vivendo.

#nature#reasearch#oncology#braintumor#medulloblastoma#neurocirurgiapediatrica#pediatrics#minsiteriodasaude#sus#ciencia#fapesp#cnpq#

 

 

Publicado por Dr. Ricardo Santos de Oliveira

Professor Livre Docente Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (1994), Doutorado em Medicina (Clínica Cirúrgica) pela Universidade de São Paulo (2001), Pós-doutorado no Hôpital Necker-Enfants Malades (Université Rene Descartes) 2001-2002, Pós-Doutorado FMRP-USP 2003-2004 (glicobiologia dos tumores cerebrais). Orientador pleno programa de pós graduação do Departamento de Cirurgia e Anatomia - FMRP-USP Atualmente é médico assistente da Divisão de Neurocirurgia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e docente credenciado do Depto. Cirurgia e Anatomia (Pós-graduação). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Neurocirurgia Pediátrica e Neuroncologia atuando principalmente nos seguintes linhas de pesquisa: Neoplasia cerebrais sólidas da infância, glicobiologia de tumores cerebrais pediátricos, trauma e neuroncologia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: